Início Carros 4 Cilindros Passat TS Turbo

Passat TS Turbo

2938
Compartilhar

TURBO!!

Poucos carros marcaram tanto as edições da RACEMASTER como este Passat TS. O carro já apareceu duas vezes em edições anteriores ao longo destes sete anos de publicação. Ambas às vezes com configuração aspirada, sempre apimentando mais e mais, chegando ao extremo do nitrometano em um carro exclusivamente de rua.

Com a evolução natural e desempenho cada vez maior do clássico dos anos 70, algumas brincadeiras começaram a acontecer na pista e foi aí que o caldo engrossou de vez. O aspirado fazia bonito e falava alto, mas começava enfrentar limites de potência e altos investimentos em nitrometano.

Em uma conversa entre preparador, Alemão da Stuttgart, e o piloto Marcelo Rossi, de São Bernardo do Campo/SP, surgiu a brilhante ideia em turbinar o motor AP. “A necessidade em andar bem, e manter um custo/benefício interessante foi o principal motivo que nos trouxe a atual configuração. Em nossa categoria, não podemos baixar de 8s0. Com um motor turbo, alcançaremos este tempo, com muito menos esforço, com risco de quebra bem pequeno. Diferente do aspirado, que exigia muito mais do motor para alcançar o mesmo nível de performance” comenta Alemão.

Marcelo relutou, mas comprou a ideia, partiu pro lado negro da força e turbinou o Passat. “É uma sensação muito diferente, o carro nunca havia sido turbo, a ansiedade em ver o potencial e o barulho do carro, me tirou algumas noites de sono”.

A estreia aconteceu em Tremembé/SP, durante do Racha em Interlagos na pista do Race Valley. A competição é marcada pelo equilíbrio dos carros, alta competitividade, todos com pneu R888 e limitados no tempo de 8s0 (somando pista + reação). O Passat chegou à pista apenas no domingo, os dias anteriores foram de muito trabalho na finalização da montagem do conjunto e apenas com um mapa básico para funcionamento e início de acerto.

Na primeira passada, vieram 8s3 nos 201m, na segunda puxada a terceira marcha quebrou, tirando o carro da sua primeira odisseia sob pressão.

A nova configuração é formada por um motor 2.0L com virabrequim original, pistões Iapel, bielas SPA de 144mm, cabeçote de fluxo cruzado trabalhado pela TNA Cabeçotes com comando Samacar, câmbio com engate rápido e engrenagens forjadas Topgear e Turbina K27.

É um arroz com feijão, mas daqueles bem temperados. Alimentado por quatro bicos Ford Racing de 160lbs/h e gerenciados por uma FT500. Um projeto interessante, que faz milagre nas ruas e pistas do Brasil, um conjunto para superar os 500cv sem grandes riscos. Diversão garantida para um campeonato no formato do Racha em Interlagos.

O carro surpreende sempre, seja pelo visual malvado ou pela viagem no tempo que o TS proporciona. Após curtir o novo propulsor deste clássico, resta a pergunta, qual o próximo upgrade? Que a evolução não pare e que este belíssimo Passat seja eterno!

Deixar resposta