Início Carros 4 Cilindros Nada melhor que 600 cavalos para deixar qualquer stress para trás.

Nada melhor que 600 cavalos para deixar qualquer stress para trás.

407
Compartilhar

Turboterapia

Já parou para contar quantas notificações você recebe durante um dia? Some todas as ligações, notificações das redes sociais, e-mails e SMS.  Eu tentei contar e perdi a conta. Todos nós estamos sobrecarregados com tantos estímulos, esse excesso de informação é uma das maiores fontes de stress da vida moderna, precisamos mais do que nunca de uma válvula de escape, para a maioria dos brasileiros é aquela cerveja gelada na sexta feira, outros saem para jogar futebol, E nós entusiastas, o que podemos fazer para nos desestressar?

Bruno, o proprietário do Gol S 1985 desta reportagem explica como é seu ritual anti-stress: “Chego em casa na sexta-feira e começo a lavar meu carro sem pressa para terminar, primeiro limpo as rodas, depois a lataria e por último lavo os vidros. Enxaguo o carro inteiro com água sem pressão, seco o Gol com um pano especial importado, dou uma geral no interior e termino passando pretinho nos pneus. Depois disso ligo o carro e só de ouvir o barulho do motor embaralhando e a turbina assoviando, já esqueço metade dos meus problemas. Procuro um lugar tranquilo para acelerar, pois minha fase de tirar racha na rua e ficar no “postinho” já passou. Após algumas aceleradas com booster ligado, volto para casa e deixo a adrenalina baixar junto com a rotação da turbina, com o motor em marcha lenta durante um minuto, depois vou para cama, afinal já são 3 da manhã.”

Mas o que faz deste Gol 1985 ser tão especial? “Eu já tive nove carros turbos e em todos eles sentia falta de alguma coisa. Tive uma Parati que tinha um motor muito forte mas a carroceria não estava perfeita. Outro Gol 1992 era lindo de lata e um motor forte, mas não tinha câmbio forjado, o que acabava ocasionando quebras constantes. Então decidi que com esse Gol 85 a história seria diferente.”

A oficina escolhida foi a Box 13, chefiada pelo experiente preparador Ricardo, que recebeu o seguinte pedido: “Eu quero um carro de rua mais potente possível mas que possa ser guiável no dia-dia, vou andar com carro todo o final de semana e viajar, ele precisa ser muito confiável, pois pretendo acelerar sem dó, e claro quero um cofre bem acabado e diferente.” Para realizar isso seria necessário muito trabalho…

O bloco baixo do AP recebeu o virabrequim forjado VW 053H com 92,71 mm de curso; os pistões são forjados pela AFP de 83,00 mm de diâmetro produzindo 2006.47 cc de cilindrada; as bielas forjadas Super A V2 tem 144mm de comprimento e são fabricadas pela SPA Turbo; o R/L encontrado foi de 0,322, a junta de cabeçote de papel deu lugar ao o’ring Sapinho, a equalização dos dutos de cabeçote e aumento da velocidade do fluxo ficou a cargo da Paula Faria; o comando tem 290 graus de duração 11mm de levante e 114 graus de lobe center, os tuchos são mecânicos, a taxa de compressão é de 9,5:1 em virtude da alta pressão de turbo escolhida.

A turbina Holset HX-40 By New Turbo tem as seguintes medidas: rotor frio de 60mm ,eixo quente 64mm e caixa quente A/R .64, para controlar a pressão máxima de turbo foi escolhida uma válvula de alivio Beep Turbo, o acionamento do Booster está no farol alto, quando acionado chega aos 3 kgf/cm² de pressão de turbo, para resfriar todo esse ar quente a Supercooler desenvolveu um generoso intercooler Ar/Ar que diminui muito a temperatura do ar admitido principalmente nas estradas.

Sabendo que o seu cliente é muito exigente, Ricardo optou pelo módulo de injeção eletrônica de combustível Fueltech FT-400 pensando em ter um controle mais preciso da curva de ponto.  Para alimentar a cavalaria são quatro injetores Bosch de 160 lb/h de baixa impedância que exigem o uso do Peak na Hold Fueltech. Para desvendar o funcionamento desse equipamento segue a explicação retirada do manual de operação: “O acionamento de bicos de baixa impedância deve ser feito através de um controle de corrente ativo, onde é aplicada uma corrente maior, com potência máxima, até que a agulha abra mecanicamente (corrente de pico, “Peak”) e então a corrente é limitada em 25% da corrente inicial para manter o bico aberto pelo tempo determinado de injeção (corrente de segurar o injetor aberto “Hold”).”

Para conseguir utilizar toda a faixa de torque e potência do motor foi encomendado no Sapinho um câmbio com a seguinte relação 1ª 2,70 2ª 1,56 3ª 1,24 4ª 0,92 5ª 0,84 com diferencial 3,88:1. Com essa relação de marchas é possível a chegar aos 290 km/h reais, quem garante uma boa largada é o blocante pastilhado Sapinho com pontas de eixo do Santana 2.0. Depois que o carro ficou pronto ele foi desmontado para todas as peças serem pintadas com uma pintura Epóxi preto texturizado segundo o preparador “Toda vez que o capô é aberto todo mundo pergunta como que foi feito o processo, é segredo, se algum leitor quiser pode trazer as peças que as levo para pintar sem problema nenhum.”

Depois de pronto o carro foi para a primeira prova de fogo: o dinamômetro Dynojet! Algumas puxadas depois o Gol apresentou 540 cvs na roda e Ricardo explica: “Não veio mais potência devido a válvula de alivio que não aguentou segurar a pressão, outro problema foi a pressão de combustível que caiu por utilizar apenas duas bombas de combustível, a terceira bomba já foi instalada e válvula de alivio Tial já foi comprada, só falta ser instalada, então em breve voltaremos e chegaremos perto dos 700cvs, podem aguardar.” Para finalizar a matéria, Bruno o proprietário do Gol. dá uma dica: “Pratique a Turboterapia, não importa se seu carro é 1.0 um 7.0 o importante é acelerar com segurança e procure voltar inteiro, pois terá sempre alguém te esperando para voltar para casa.”

[box type=”info” align=”alignright” class=”” width=”Ficha técnica”]

Veículo: Volkswagen Gol S 1985/1985

Motor: bloco baixo VW AP, virabrequim VW 92,71 mm, bielas SPA 144 mm, pistões forjados AFP 83 mm, anéis Metal leve, bomba de óleo original VW, volante do motor original VW, parafusos de biela SPA, cabeçote unilateral By Paula Faria, comando de válvulas 290°X290° 114° lobe 11mm levante, válvulas 40 adm inox escape 35mm inox, taxa de compressão 9,5:1 vedação O ’ring Sapinho

Sistema de admissão/escapamento: coletor de admissão original VW Gol Mi, borboleta original VW belquip 60 mm, coletor de escape Beep Turbo, turbina Holset HX-40 By New Turbo, wastegate Beep Turbo, válvula de prioridade SPA, pressão utilizada 3,0 kgf/cm², saída de escape 3” Lobão escapamento

Gerenciamento eletrônico: módulo de injeção FuelTech FT 400, módulo de ignição Sprak-Pro, 4 bicos Bosch 160 Lbs\h, bomba de combustível 3 bombas Dinâmica GTI, dosador SPA, 4 bobinas Audi, velas Iridium, leitor de sonda banda larga com datalogger Fueltech WB-O2

Sistema de transmissão: engrenagens forjadas Sapinho, blocante Spool Sapinho, embreagem multi-disco by FF Embreagens

Suspensão dianteira e traseira: Box 13

Rodas dianteiras e traseiras: BBS replica Aro 15

Pneus dianteiros: Toyo R888 205/60/R15

[/box]

 

 

 

Deixar resposta